???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/112
Tipo do documento: Dissertação
Título: O ensino da marcação de números do substantivo comum no português brasileiro: uma proposta de intervenção para o 6° ano do ensino fundamental
Autor: Freitas, Antônia Barbosa de Sousa
Primeiro orientador: Martins, Nize da Rocha Santos Paraguassu
Primeiro membro da banca: Martins, Antônia Barbosa de Sousa
Segundo membro da banca: Muller , Ana Lúcia de Paula
Terceiro membro da banca: Gomes, Raimundo Francisco
Resumo: Esta pesquisa tem como tema o ensino de Gramática, mais especificamente,o ensino da marcação de número do substantivo comum no português brasileiro. Atualmente, é grande a preocupação acerca da forma como a Gramática da Língua Portuguesa vem sendo ensinada nas escolas. Nesse contexto, a questão que buscamos responder é: qual a compreensão dos alunos acerca do processo de marcação de número do substantivo comum no 6º ano do Ensino Fundamental? Para responder a essa questão, a hipótese que defendemos é a de que os alunos compreendem a marcação de número na língua portuguesa, sobretudo, como um processo morfossintático, desconhecendo alguns aspectos semânticos. Dessa forma, o nosso objetivo geral é investigar a compreensão dos alunos acerca da marcação de número do substantivo comum no Português Brasileiro no 6º ano do Ensino Fundamental a fim de elaborar uma proposta de ensino voltada para análise e reflexão da língua. Para alcançar esse objetivo, optamos por uma pesquisa descritiva e uma pesquisa de campo de cunho qualitativo, realizada numa turma de 6º ano de uma escola municipal de Teresina, com vinte e três alunos, em que utilizamos como instrumento de coleta de dados uma atividade diagnóstica para avaliar o desempenho linguístico dos alunos acerca do emprego de marcação de número do substantivo comum no PB. Os conteúdos abordados no referencial teórico são: o ensino tradicional de Língua Portuguesa; as principais concepções de linguagem; as principais concepções de gramática; a variação linguística; os tipos de norma; as teorias linguísticas; as mudanças no ensino de língua materna; as contribuições dos PCN; a Linguística e o ensino de Gramática; a prática de análise linguística; e a marcação de número dos substantivos comuns, descrições e prescrições gramaticais. Nosso referencial teórico traz os estudos realizados por Geraldi (1984, 1997, 2004), Cagliari (1996), Possenti (1996), Ilari (1997, 2011), Faraco & Castro (1999), Marcuschi (2002), Bagno (2003, 2009), Franchi (2006), Paraguassu & Müller (2007), Antunes (2007), Silva (2009), além de materiais de orientação como os Parâmetros Curriculares Nacionais (1998), entre outros. A análise dos dados apontou que os alunos não compreendem a marcação de número do substantivo comum em todos os seus aspectos gramaticais. Além disso, com a análise do livro didático constatamos que estse recurso não aborda a marcação de número do substantivo de forma contextualizada e reflexiva e apresenta a marcação de número do substantivo comum apenas em seu aspecto morfológico. Desse modo, elaboramos uma proposta de intervenção para o 6º ano acerca da marcação de número do substantivo que adota como pressuposto teórico não só as prescrições gramaticais, mas também as descrições linguísticas e como pressuposto metodológico a análise linguística.
Abstract: This research has as its subject the teaching of Grammar, more specifically, The teaching of the marking of number of the common noun in Brazilian Portuguese. There is great concern today about how Portuguese Language Grammar has been taught in schools. In this context, the question we seek to answer is: what is the students' understanding of the process of marking the number of the common noun in the 6th year of Elementary School? In order to answer this question, the hypothesis we defend is that the students understand the number marking in the Portuguese language, above all, as a morphosyntactic process, ignoring some semantic aspects. Thus, our general objective is to investigate the students' comprehension about the marking of the common noun number in Brazilian Portuguese in the 6th year of Primary Education in order to elaborate a teaching proposal focused on the analysis and reflection of the language. To reach this goal, we chose a descriptive research and a qualitative field research, carried out in a 6th grade class of a Teresina municipal school, with twenty-three students, in which we used as a data collection instrument a diagnostic activity To evaluate the students' linguistic performance regarding the use of common noun number marking in PB. The contents covered in the theoretical framework are: traditional Portuguese language teaching; The main conceptions of language; The main concepts of grammar; The linguistic variation; The types of standard; Linguistic theories; Changes in the teaching of mother tongue; The contributions of NCPs; Linguistics and grammar teaching; The practice of linguistic analysis; And the marking of number of common nouns, descriptions and grammatical prescriptions. Our theoretical framework includes studies by Geraldi (1984, 1997, 2004), Cagliari (1996), Possenti (1996), Ilari (1997, 2011), Faraco & Castro (1999), Marcuschi (2002), Bagno (2003, 2009), Franchi And Müller (2007), Antunes (2007), Silva (2009), as well as guidance material such as the National Curricular Parameters (1998), among others. Data analysis pointed out that students do not understand the marking of the common noun number in all its grammatical aspects. In addition, with the analysis of the textbook we found that this resource does not address the marking of noun number in a contextualized and reflective way and presents the marking of number of the common noun only in its morphological aspect. In this way, we elaborate a proposal of intervention for the 6th year about the marking of noun number that adopts as theoretical presupposition not only the grammatical prescriptions, but also the linguistic descriptions and as a methodological presupposition the linguistic analysis.
Palavras-chave: Ensino de Gramática
Número do Substantivo
Capacidade Linguística
Ensino Fundamental
Língua Portuguesa
Desempenho Linguístico
Análise Linguística
Área(s) do CNPq: LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Letras
Citação: FREITAS, Antônia Barbosa de Sousa. O ensino da marcação de números do substantivo comum no português brasileiro: uma proposta de intervenção para o 6° ano do ensino fundamental. 2017. 175 f. Dissertação (Programa Mestrado Profissional em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/112
Data de defesa: 23-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa3,38 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo de Autorização_Publicação Digital355,16 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons