???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/62
Tipo do documento: Dissertação
Título: O empoderamento de vozes femininas nas narrativas de Paulina Chiziane
Título(s) alternativo(s): The empowerment of female voices in the narratives of Paulina Chiziane
Autor: Santos, Áurea Regina do Nascimento
Primeiro orientador: Mendes, Algemira de Macêdo
Resumo: Neste trabalho propusemos o estudo de Balada de amor ao vento (1990), primeiro romance publicado por uma mulher em Moçambique, e de Niketche: uma história de poligamia (2002), ambos da escritora Paulina Chiziane. Nesses romances podemos observar a forte influência da tradição oral que revela o cotidiano em que a autora cresceu, mesmo com o privilégio de uma formação escolar, tendo acesso, portanto, à língua portuguesa. A língua falada em sua família é o chope e, em Maputo, se fala ronga, além de seu pai ter sido sempre muito resistente ao regime colonial e à assimilação portuguesa. Esse embate de línguas vivido pela autora reflete-se na sua escrita que incorporou o espírito da tradição oral, mesmo usando a língua portuguesa. Paulina Chiziane, habilmente, utiliza-se de narradoras que, além de narrarem histórias que se voltam à temática da condição feminina, também tem a consciência de que ser uma mulher atuante em outras esferas além do privado, além do espaço doméstico e familiar em Moçambique, significa viver uma nova guerra, isto é, a de problematizar as relações de gênero em uma sociedade moçambicana contemporânea que precisa entender que não há mais espaço para uma guerra entre os sexos, mas sim uma discussão que envolve o ―reconhecimento das alteridades e seus possíveis pontos de intersecção‖ (ROSARIO, 2010, p.149).No decorrer do trabalho fizemos uma análise acerca da resistência e da identidade da mulher moçambicana após severos anos de escravização, colonização, aculturação e a negação dos seus valores, discutindo os aspectos da representação da mulher moçambicana pelo olhar de Paulina Chiziane e analisando como seus textos puderam também influenciar seu povo a buscar a afirmação da identidade moçambicana e a valorização de sua própria etnia. Os textos de Chiziane apresentam o pensamento da mulher moçambicana e sua superação em meio às adversidades impostas pelo colonizador e pelas tradições patriarcais de seu próprio povo ao representar as mulheres como símbolo de resistência. A condição feminina e a construção de sua identidade no período pós-colonial foram marcadas pela imposição e pela força do colonialismo e mesclada com aspectos da cultura europeia. Por fim, observamos a força que a escrita de Paulina Chiziane tem ao relatar situações consideradas tabus ao universo feminino de Moçambique, usando a escrita literária feminina nas suas narrativas para representar a voz e o canto das mulheres moçambicanas, a reconstituição de uma fala subalternizada, usurpada e reprimida durante esse longo período passado que muitas vezes ainda ecoa no presente.
Abstract: In this work, we proposed the study of Balada de amor ao vento (1990), first published novel by a woman in Mozambique, and Niketche: uma história de poligamia (2002), both written by Paulina Chiziane. In these novels, we can see the strong influence of the oral tradition that reveals the daily life in which the author grew up, even with the privilege of an education, and access to the Portuguese language. The language spoken in her family is the chope while, in Maputo, they speak ronga, and her father have always been very resistant to the colonial regime and the Portuguese assimilation. This clash of languages lived by the author is reflected in her writing that incorporated the spirit of the oral tradition, even using the Portuguese language. Paulina Chiziane skillfully makes use of narrators who not only narrate stories that go back to the theme of the feminine condition, but also are aware of how to be an active woman beyond the private, domestic and familiar space in Mozambique. This means to live a new war, that is, the war of discussing gender relations in the contemporary Mozambican society to understand that there is no more room for a war between the sexes, but rather a discussion that involves the "recognition of otherness and their possible points of intersection" (ROSARIO, 2010, p.149). During this study, we have done an analysis of the strength and identity of Mozambican women after severe years of enslavement, colonization, acculturation and the denial of their values, by discussing aspects of representation of Mozambican women through the eyes of Paulina Chiziane. In addition, we analyzed how her texts could also influence her people to seek affirmation of Mozambican identity and appreciation of their own ethnicity. Chiziane‘s texts present the Mozambican woman‘s thought and resilience in the midst of adversities imposed by the colonizer and the patriarchal traditions of her own people to represent women as a symbol of resistance. The status of women and the construction of their identity in the post-colonial period was marked by the imposition and force of colonialism while it was mingled with aspects of European culture. Finally, we observed the power that Paulina Chiziane‘s writing has to report situations considered taboo to the feminine universe of Mozambique. She uses the female literary writing in her narratives to represent the voice and the singing of Mozambican women, the reconstitution of a subaltern speech that was misused and repressed during the long past time that still echoes in the present time.
Palavras-chave: Relações de gênero
Vozes femininas
Paulina Chiziane
Narrativa
Gender relations
Female voices
Paulina Chiziane
Narrative
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Programa: Programa de Mestrado Acadêmico em Letras
Citação: Santos, Áurea Regina do Nascimento. O empoderamento de vozes femininas nas narrativas de Paulina Chiziane. 2016. 88 f. Dissertação (Programa de Mestrado Acadêmico em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/62
Data de defesa: 14-Mar-2016
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O EMPODERAMENTO DE VOZES FEMININAS NAS NARRATIVAS DE PAULINA.pdfTexto completo1,04 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons