???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/258
Tipo do documento: Dissertação
Título: Modernidade e espaço urbano em Os signos e as siglas, de H. Dobal
Autor: Brasil, Enéias Napoleão Araújo
Primeiro orientador: Santos, Silvana Maria Pantoja dos
Primeiro membro da banca: Lopes, Maria Suely de Oliveira
Segundo membro da banca: Bezerra Filho, Feliciano José
Resumo: O homem torna-se fortemente influenciado pelo ambiente metropolitano que o cerca, sendo capaz de assimilar sentimentos, impressões ou atribuir à paisagem urbana uma das causas do desconforto interior, ante as mutações do espaço citadino. Assim, objetivamos nesta pesquisa analisar o modo como o espaço urbano é ressignificado na obra Os signos e as siglas (2005), de H. Dobal, inferindo como a cidade é percebida pelo eu lírico a partir de recursos intrapoéticos. Problematizamos sobre como os impactos da modernidade na obra em estudo podem concretizar a relação entre sujeito, cidade e modernidade para discutirmos as consequências no espaço urbano e na vida citadina. Para tanto, realizamos o embasamento em teorias que abordam a relação entre cidade e modernidade, como Bueno (2000), Rossi (2001) e Simmel (2009). Levantamos discussões sobre a experiência moderna que podem interferir nas relações humanas, bem como as análises sobre seus impactos na sociedade, conforme Bauman (1999), Coelho (2005) e Berman (2014). A obra Os signos e as siglas (2005) desvela uma crítica que se pauta na condenação da experiência citadina, diante dos impasses da modernidade, que enseja no homem sensações de declínio e frustração na resolução de crises, bem como a fragmentação de sua identidade e o empobrecimento de vivências e afetividades.
Abstract: Man becomes strongly influenced by the surrounding metropolitan environment, being able to assimilate feelings, impressions or attribute to the urban landscape one of the causes of the inner discomfort, before the mutations of the city space. Thus, the objective of this research is to analyze the way in which urban space is re-signified in H. Dobal's The Signs and Acronyms (2005): inferring how the city is perceived by the lyrical self from intrapoetic resources. Therefore, we discuss how the impacts of modernity in the work under study can concretize the relationship between subject, city and modernity to discuss the consequences in urban space and in city life. For that, the foundation will be on theories that deal with the relationship between city and modernity, such as Bueno (2000), Rossi (2001) and Simmel (2009). We argue about the modern experience that can interfere in human relations, as well as analyzes about their impacts on society, according to Bauman (1999), Coelho (2005) and Berman (2014). The work Signs and acronyms (2005) reveals a criticism that is based on the condemnation of the city's experience, in the face of the impasses of modernity, which gives man sensations of decline and frustration in solving crises, as well as the fragmentation of his identity and the impoverishment of experiences and affectivities.
Palavras-chave: H. Dobal
Os signos e as siglas
Modernidade
Área(s) do CNPq: LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Mestrado Acadêmico em Letras
Citação: BRASIL, Enéias Napoleão Araújo. Modernidade e espaço urbano em Os signos e as siglas, de H. Dobal. 2018. 96 f. Dissertação (Programa de Mestrado Acadêmico em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/258
Data de defesa: 21-Jun-2018
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa1,19 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo de Publicação161,36 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.