???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/275
Tipo do documento: Dissertação
Título: Identidade feminina em A costa do murmúrios, de Lídia Jorge
Autor: Oliveira, Ligia Vanessa Penha
Primeiro orientador: Mendes, Algemira de Macêdo
Primeiro membro da banca: Magalhães, Clêuma de Carvalho
Segundo membro da banca: Santos, Silvana Maria Pantoja dos
Resumo: “Identidade feminina em A costa dos murmúrios, de Lídia Jorge” objetiva estudar a obra jorgiana citada no título, datada de 1988, a primeira publicação desta obra. Em meio ao aspecto bélico, as guerras subjetivas das personagens femininas destacam-se, na sociedade e no matrimônio, principalmente na rotina compartilhada por elas no romance jorgiano, que lhes conferem uma mudança identitária. Esses aspectos são vivenciados na obra de maneiras diferentes em decorrência do espaço temporal de vinte anos, colocado por Lídia Jorge em uma narrativa constituída por duas partes: o primeiro relato é intitulado Os Gafanhotos, conduzido por uma voz externa, e a segunda narrativa é guiada pelo testemunho de Eva Lopo. Dessa forma, esta dissertação de mestrado analisa o processo de formação da identidade feminina na obra literária A costa dos murmúrios, de Lídia Jorge, no contexto sociopolítico e cultural da Moçambique colonial e pós-colonial. Partindo do questionamento inicial de como se processa o percurso identitário da personagem Eva Lopo/ Evita no espaço colonial moçambicano, investigamos como se configurou no romance – o plano ficcional – o referente histórico da Guerra Colonial Moçambicana, refletindo sobre o passado histórico do colonialismo português ao evocar a memória de épocas que fazem parte do imaginário coletivo dos portugueses. Interrogamos também como o contexto sociopolítico e cultural em que a obra foi produzida influenciou o comportamento das personagens femininas na obra jorgiana. Por fim, examinamos quais fatores identitários da personagem Eva Lopo convergiram com a transição da colônia moçambicana para a Moçambique independente de África. Para atingir tais fins, utilizamos como aporte teórico as postulações de Arnaut (2002), Hutcheon (1991), Gobbi (2011), Hall (2003, 2015), Gagnebin (2009), Maxwell (2006), Barrento (2016), Candau (2016), Silva (2000) e outros teóricos relevantes a esta pesquisa.
Abstract: “Female identity in The Murmuring Coast, by Lídia Jorge” aims to study the work of Lídia Jorge mentioned on title, dating back to 1988, the first publication of this work. This novel brings to light events in the city of Beira, in the Afro-Portuguese territory during the troubled period of the colonial war between Portugal and Mozambique. Inside the warlike aspect, the subjective wars of the characters stand out, in both society and in their marriage, mainly in the routine shared by the female characters of the novel, that provide a change identity to some characters. These aspects are experienced in the novel in different ways, as a result of the space of twenty years, set by Lídia Jorge in a narrative constituted by two parts: the first story is entitled The Locusts, told by an external voice, and the second narrative is guided by the testimony of Eva Lopo. Thus, this Master's dissertation aims to analyze the female identity formation process in the literary work The Murmuring Coast, by Lídia Jorge, in the sociopolitical and cultural context of colonial and postcolonial Mozambique. Starting from the initial questioning of how the identity of the character Eva Lopo/Evita is processed in the Mozambican colonial space, we investigate how the historical referent of the Mozambican Colonial War is set in the novel - the fictional plan -, reflecting on the historical past of Portuguese colonialism by evoking the memory of periods that are part of the collective imagination of the Portuguese people. We also ask how the sociopolitical and cultural context in which the work was produced influenced the behavior of the female characters in Jorge's work. Lastly, we investigated which identity factors of Eva Lopo converged with the transition from the Mozambique colony to the independent Mozambique of Africa. In order to achieve these aims, we use as a theoretical contribution the studies of Arnaut (2002), Hutcheon (1991), Gobbi (2011), Hall (2003, 2015), Gagnebin (2009), Maxwell (2006), Barrento (2016), Silva (2000) and other theorists that are relevant to this research.
Palavras-chave: Língua portuguesa
Identidade feminina
Memória
Área(s) do CNPq: LETRAS::TEORIA LITERARIA
LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Mestrado Acadêmico em Letras
Citação: OLIVEIRA, Ligia Vanessa Penha. Identidade feminina em A costa do murmúrios, de Lídia Jorge. 2019. 117 f. Dissertação ( Programa de Mestrado Acadêmico em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/275
Data de defesa: 14-Mar-2019
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa.pdf1,02 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo de Publicação.pdf167,94 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.