???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/271
Tipo do documento: Dissertação
Título: A escrita de verbos terminados em Am e Ão em textos de alunos do 7° ano do ensino fundamental: um estudo dos aspectos prosódicos do acento
Autor: Santos, Claudecy Alves dos
Primeiro orientador: Carvalho, Lucirene da Silva
Primeiro membro da banca: Carvalho, Lucirene da Silva
Segundo membro da banca: Silva, André Pedro da
Terceiro membro da banca: Silva, Ailma do Nascimento
Resumo: Este trabalho apresenta resultados de uma pesquisa sobre a escrita de verbos terminados em am e ão por alunos do 7º ano do Ensino Fundamental de duas turmas de uma escola pública estadual da cidade de Bacabal – MA. O objetivo é identificar a motivação para a escrita desses verbos. Como objetivos específicos, buscou-se identificar as dificuldades dos alunos quanto à escrita dos verbos na 3ª pessoa do plural, nos tempos passado e futuro; descrever as dificuldades dos alunos em relação à grafia dos verbos terminados em am e ão; relacionar teoria e prática para um ensino de ortografia de forma reflexiva e elaborar propostas de intervenção para amenizar as reincidências da troca de am e ão na escrita de palavras. Metodologicamente, a pesquisa é de cunho quantitativo e qualitativo com o intuito de analisar os percentuais de ocorrências da troca de am pelo ão no ambiente escolar proposto. Realizou-se a coleta de dados através de três atividades: reconto de fábulas, textos lacunados e produção de texto espontâneo. O trabalho contou com a fundamentação teórica de diferentes autores, classificados da seguinte forma: aqueles que discutem oralidade e escrita, como Kato (1987), Fávero (2000) e Marcuschi (1997, 2007); os que abordam erros ortográficos na escrita dos alunos, como Cagliari (2009), Zorzi (1998, 2008) e Morais (2007, 2010), e estudiosos de prosódia, como Abaurre (1996), Massini- Cagliari (1992, 1999), Scarpa (1992). No tocante ao acento em português de verbos e não verbos, a pesquisa apoiou-se nas abordagens de Araújo (2007), Ferreira Neto (2007), Pereira (2007) e Santos (2007). Ainda, Câmara Jr. (1969, 2015), Collischonn (1999, 2014), Hora (2017) e Bisol (1994, 2013. 2014) forneceram fundamentos sobre a teoria da sílaba. Com esta pesquisa, constatou-se que a prosódia com o acento em português influencia a troca de am por ão no contexto investigado, pelo fato de que os alunos se apoiam na proeminência silábica para construir pés iâmbicos, língua de acento à direita da palavra. Além disso, foi importante o desenvolvimento de estratégias de intervenção na superação das dificuldades dos estudantes, mostrando que o trabalho com ensino de ortografia de forma sistemática e reflexiva é imprescindível ao processo de aprendizagem.
Abstract: This work presents the results of a research on the writing of verbs ended in am and ão by 7th grade elementary school students from two classes of a state public school in the city of Bacabal-MA. The goal is to identify the motivation for the writing of these verbs. As specific objectives, we sought to identify the difficulties of students regarding the writing of verbs in the third person plural, in past and future tenses; to describe the difficulties of the students in relation to the spelling of verbs ending in am and ão; to relate theory and practice to a reflexive teaching of spelling and to elaborate proposals of intervention to reduce the recurrences of mistakenly exchanging am by ão in the writing of words. Methodologically, the research is quantitative and qualitative with the purpose of analyzing the percentages of occurrences of the exchange of am by ão in the proposed school environment. Data were collected through three activities: retelling of fables, lacunated texts and spontaneous text production. The work had the theoretical basis of different authors, classified as follows: those who discuss orality and writing, such as Kato (1987), Fávero (2000) and Marcuschi (1997. 2007); those who deal with spelling errors in students' writing, among them Cagliari (2009), Zorzi (1998; 2008) and Morais (2007; 2010); and prosody scholars such as Abaurre (1996), Massini-Cagliari (1992; 1999), Tenani (2004;2017) e Scarpa (1999). As for the Portuguese accent of verbs and non-verbs, the research was based on the approaches of Araújo (2007), Ferreira Neto (2007), Pereira (2007) and Santos (2007). Likewise, Câmara Jr. (1969; 2015), Collischonn (1999, 2007; 2014), Hora (2017) and Bisol (1994; 2013, 2014) provided grounds for syllable theory. With this research, it was found that prosody with the accent in Portuguese influences the exchange of am by ão in the investigated context, because students rely on syllabic prominence to construct iambic feet, language of accent more to the right of the word . In addition, it was important the development of intervention strategies to overcome the difficulties of the students, showing that the work with the teaching of spelling in a systematic and reflexive way is essential to the learning process.
Palavras-chave: Ensino de ortografia
Acento em português
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Letras
Citação: SANTOS, Claudecy Alves dos. A escrita de verbos terminados em Am e Ão em textos de alunos do 7° ano do ensino fundamental: um estudo dos aspectos prosódicos do acento. 2019. 144 f. Dissertação (Programa de Mestrado Profissional em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/271
Data de defesa: 28-Jun-2019
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa.pdfTexto Completo1,28 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo de Publicação.pdf1,32 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.