???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/31
Tipo do documento: Dissertação
Título: As intermitências da transposição intersemiótica: um exemplo com Agtha Christie no cinema
Título(s) alternativo(s): The flashes of intersemiotic transposition: an example with Agtha Christie cinema
Autor: Soares, Shamália Galy de Sousa
Primeiro orientador: Barbosa, Maria do Socorro Baptista
Resumo: Esta pesquisa tem como objeto o romance “O caso dos dez negrinhos” de Agatha Christie (1939) e quatro filmes produzidos entre 1945 e 1989, que oficialmente basearam-se no seu enredo. O objetivo do estudo é analisar as intermitências das transposições do livro para as telas, considerando que as obras fílmicas poderiam insistir em manter-se o mais próximo possível do espírito da obra literária ou libertar-se semanticamente dela, de modo a conferir-lhe novos significados. Estas duas possibilidades justificam-se porque, no recorte temporal adotado, ladeando os estudos das relações entre literatura e cinema, as filmagens também foram orientadas por um vetor que partia do texto literário na direção do texto fílmico, amparado pelas teorias da adaptação pautadas pelas noções de fidelidade e equivalência. Para abordar as intermitências das transposições entre o livro e os filmes, reconstruímos o “percurso gerativo de sentido” do livro adotando o modelo do “quadrado semiótico” sugerido pela semiótica francesa a partir de Greimas (1976), em diálogo com Barros (2008) e Fiorin (2005 e 2012) a fim de estabelecermos um parâmetro para qualificarmos a significação em cada filme. Como resultado, encontramos uma importante mudança de sentido no desfecho proposto pelo filme de 1945, no que foi seguido pelos demais. Iluminados pelas premissas de Bluestone (2003), Bordwell (1986 e 1999) e McFarlane (1996), entendemos que tal mudança, no primeiro filme, deveu-se à opção por acomodar a trama do livro ao padrão clássico hollywoodiano, privilegiando o entretenimento ordinário e subtraindo os efeitos da catarse policial no cinema. Buscando compreender melhor as possibilidades do processo de transposição intersemiótica, analisamos no que os filmes resultaram para além da pasteurização do espírito da obra “O caso dos dez negrinhos”. Compartilhando as concepções de Aumont (1995, 2004 e 2005), Stam (2000, 2005 e 2008) e Sanders (2006) sobre questões concernentes à natureza e complexidade dos processos que afirmam filmes e transposições como sistema de produção, seus mecanismos de funcionamento e regras de composição político-ideológica, consideramos que as intermitências apresentadas quanto às ambiências, personagens e discursos dos filmes constituíram-se atualização, transporte cultural, político e ideológico de seu tempo, contribuindo para forjar uma representação das relações sociais e das consciências históricas. Sobretudo, consideramos que, como o sentido das mensagens nos quatro filmes foi produzido sob a atmosfera dos anos de Guerra Fria, as condições de hegemonia naquele contexto histórico reverberaram no discurso dominante da cultura e das questões geopolíticas anglo-estadunidenses e veiculadas pelo cinema. Concluímos que esta pesquisa sobre as transposições da obra de Christie para o cinema enseja a potencialidade de ampliação dos estudos teóricos e metodológicos em Semiótica na compreensão de como a estreita relação entre literatura e cinema descortina os mecanismos de funcionamento das práticas sociais, ao tempo em que produz e conduz outras práticas sociais.
Abstract: This research has as its object the novel “O caso dos dez negrinhos” of Agatha Christie (1939) and four films produced between 1945 and 1989, officially inspired by its plot. The objective of the study is to analyze the intermittences of the transpositions from the book to the screen, considering that the film works could insist on keeping as close to the spirit of the literary work or break free of it semantically, so give it new meanings. These two possibilities are justified because in the time frame adopted, flanking studies of the relationship between literature and film, the shoot was also targeted by a vector that stemmed from the literary text towards the film text, supported by the theories of adaptation guided by the notions of fidelity and equivalence. To address the intermittences of the transposition between the book and the films, we reconstructed the "generative course of meaning" of the book following the model of the "semiotic square" suggested by French semiotics from Greimas (1976), in dialogue with Barros (2008) and Fiorin (2005 and 2012), in order to establish a parameter to qualify the meaning of each film. As a result, we find an important change of direction in the outcome proposed by the 1945 film, which was followed by others. Illuminated by the premises of Bluestone (2003), Bordwell (1986 and 1999) and McFarlane (1996), we believe that this change in the first film, was due to the option for accommodating the plot of the book to the classic pattern of Hollywood filmic plot, focusing the ordinary entertainment and subtracting the effects of police catharsis in the cinema. Seeking to better understand the possibilities of intersemiotic transposition process, we analyzed in what the films resulted beyond the pasteurization of the spirit of "O caso dos dez negrinhos". Sharing the views of Aumont (1995, 2004 and 2005), Stam (2000, 2005 and 2008) and Sanders (2006) on questions concerning the nature and complexity of the processes that claim movies and transpositions as a production system, its operating mechanisms and rules of political and ideological composition, we believe that the flashes presented as the ambiences, characters and speeches of the films were constituted upgrade transport and cultural, political and ideological of his time, helping to forge a representation of social relations and historical consciousness. Above all, we believe that, as the meaning of the messages in the four films was produced under the atmosphere of the Cold War, the hegemony of conditions that historical context reverberated in the dominant discourse of culture and Anglo-American geopolitical issues and conveyed by cinema. We conclude that this research partly on the transposition of Christie's work for film entails the expansion potential of the theoretical and methodological studies in Semiotics in understanding how the close relationship between literature and film reveals the functioning mechanisms of social practices, at the time which produces and conducts other social practices.
Palavras-chave: Literatura
Cinema
Agatha Christie
Transposição Intersemiótica
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Programa: Programa de Mestrado Acadêmico em Letras
Citação: SOARES, Shamália Galy de Sousa. As intermitências da transposição intersemiótica: um exemplo com Agatha Christie no cinema. 2015. 120 f. Dissertação (Programa de Mestrado Acadêmico em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/31
Data de defesa: 17-Dec-2015
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa3,24 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons