???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/340
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cinema e literatura de cordel: processo intersemiótico entre o filme Psicose, de Alfred Hitchcock e o folheto A história da mulher que roubou pra se casar, de Janduhi Dantas
Autor: Santos, Laiane Lima Freitas
Primeiro orientador: Bezerra Filho, Feliciano José
Primeiro membro da banca: Bezerra Filho, Feliciano José
Segundo membro da banca: Brito, Stela Maria Lima
Terceiro membro da banca: Lopes, Maria Suely de Oliveira
Resumo: A presente dissertação apresenta o processo de tradução intersemiótica entre a produção cinematográfica Psicose (1960), de Alfred Hitchcock e sua adaptação para a literatura de cordel denominada A história da mulher que roubou pra se casar (2013), do cordelista Janduhi Dantas. Nesse sentido, utilizamos o método analítico para embasar a pesquisa, com o objetivo de esclarecer que o cinema e a literatura de cordel apresentam pontos de convergência, mas que são modalidades artísticas autônomas, ou seja, que além das semelhanças se valem de elementos estéticos próprios referentes as séries culturais distintas. As questões norteadoras são: como se articula o diálogo intersemiótico em Psicose, de Alfred Hitchcock para a sua adaptação de cordel; quais modos de linguagem diferenciam cinema e literatura de cordel; quais efeitos estéticos as duas obras provocam na recepção. Essa analogia surge em poéticas que estimulam produtividade da imagem, em uma elaboração verbal conduzida por poéticas que motivam efeitos imagéticos e sonoros. A pesquisa resulta na compreensão de aspectos narrativos e da recepção espectatorial sobre uma mesma história, de acordo com a mudança de suporte. Compreendemos o deslocamento de elementos equivalentes do filme Psicose (1960) para o corpo poético: a imagem, o som e o cenário representado na capa do folheto explicam a geometria, de encontro com o espectador ou leitor, presente nos dois tipos de linguagem. A pesquisa se fundamenta em autores como: Roman Jakobson (1969; 2004), Julio Plaza (2008), Lucia Santaella (1983; 1989; 2001), Mikhail Bakthin (2013;1997), Gérard Genette (2010), Roland Barthes (1984), Christian Metz (1972), Gilles Deleuze (1983), Laurent Jullier e Michel Marie (2009), entre outros.
Abstract: This dissertation presents the process of intersemiotic translation between the cinematographic production Psycho (1960), by Alfred Hitchcock and its adaptation for cordel literature called A história da mulher que roubou pra se casar (2013), by the cordelist Janduhi Dantas. In this sense, we used the analytical method to support the research, with the objective of clarifying that movie theater and cordel literature present points of convergence, but that they are autonomous artistic modalities, that is, that in addition to the similarities, they use their own aesthetic elements referring to different cultural series. The guiding questions are: how is the intersemiotic dialogue articulated in Alfred Hitchcock's Psycho for its cordel adaptation; which language modes differentiate movie theater and cordel literature; which aesthetic effects the two works provoke in the reception.This analogy appears in poetics that stimulate image productivity, in a verbal elaboration conducted by poetics that motivate imagery and sound effects. The research results in the understanding of narrative aspects and of the spectatorial perception, about the same story, according to the change of support. Therefore, we understand the displacement of equivalent elements from the film Psycho (1960) to the poetic body: the image, sound and scenery represented on the cover of the brochure explain the geometry, meeting the viewer or reader, present in both types of language. The research is based on authors such as: Roman Jakobson (1969; 2004), Julio Plaza (2008), Lucia Santaella (1983; 1989; 2001), Mikhail Bakthin (2013;1997), Gérard Genette (2010), Roland Barthes (1984), Christian Metz (1972), Gilles Deleuze (1983), Laurent Jullier and Michel Marie (2009), among others.
Palavras-chave: Tradução intersemiótica
Psicose
Cinema
Literatura de cordel
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Sigla da instituição: UESPI
Departamento: Centro de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Mestrado Acadêmico em Letras
Citação: SANTOS, Laiane Lima Freitas. Cinema e literatura de cordel: processo intersemiótico entre o filme Psicose, de Alfred Hitchcock e o folheto A história da mulher que roubou pra se casar, de Janduhi Dantas. 2022. 104 f. Dissertação (Programa de Mestrado Acadêmico em Letras) - Universidade Estadual do Piauí, Teresina, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/340
Data de defesa: 29-Mar-2022
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Completa.pdfDissertação Completa2,71 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo de PublicaçãoAutorização_Publicação Digital253,44 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.